.

.
Caxias - Capital do Leste Maranhense

CapitalWebTV

https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=4759847143793081669#pageelements >

Produção de grãos no Maranhão continua superando perdas passadas, diz IBGE

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que a produção de grãos maranhense manteve a estimativa de 4.444 mil toneladas para o fim do ano, crescimento de 105,5% em comparação com a safra de 2016.

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Brasileira (LSPA) aponta que produção graneleira do Estado permaneceu constante entre os meses de setembro e outubro, o que reflete a superação das perdas sofridas no ano passado devido à forte estiagem.

Ainda de acordo com o levantamento do IBGE, a cultura da soja em 2017, com estimativa de produção de 2.334 mil toneladas, deverá superar o recorde de 2015 (2.100 mil toneladas).

“Além da superprodução dessa oleaginosa, a continuidade do dólar valorizado em relação ao real contribuiu para que os produtores se mostrassem estimulados a plantar mais, o que reflete o incremento na área plantada de 4,5% em relação à safra de 2016, o equivalente a 35 mil hectares”, explica o economista Anderson Nunes, técnico do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), que monitora permanentemente a produção agrícola no estado.

Milho em alta

Além do aumento na produção da soja, o IBGE mostra que a produção de milho está estimada em 1.636 mil toneladas para 2017, o que significa um incremento de 952 mil toneladas.

O resultado é fruto de aumento de 40,7% na área plantada. O IBGE estima aumento de 88,8% em relação ao ano anterior, com destaque para a produção dos municípios de Balsas e São Raimundo das Mangabeiras.

Para o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Maranhão, Carlos Piraíba, a expectativa é que os resultados sejam, de fato, melhores em relação a 2016: “Nós teremos uma produção melhor do que a do ano passado, mesmo tendo 30 dias de chuva a menos”, explica.

Ele acrescenta que o esforço do Governo em garantir infraestrutura logística é fundamental para que o Maranhão se destaque na produção de alimentos. “Nós estamos acompanhando as tratativas que o Governo tem feito para garantir os recursos de recuperação da MA-006. Para nós, essa obra é muito importante porque são quase 600 quilômetros de extensão que garantirão o escoamento da produção maranhense”, diz.

O secretário de Agricultura Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, destaca a importância da atuação do governo para reduzir entraves burocráticos e estimular o avanço do setor produtivo maranhense: “Trabalhamos o tempo todo para facilitar a vida de quem produz, com foco nos marcos legais, desburocratizando processos e observando a legislação tributária. Criamos condições técnicas e legais para dar suporte ao crescimento da agropecuária no estado”.

Parceria e benefícios

Carlos Piraíba ressalta o empenho do Governo do Estado para facilitar a relação dos produtores com o setor público, garantindo a facilidade para ações tributárias: “Os técnicos da Secretaria de Estado da Fazenda estão promovendo cursos para explicar as ferramentas que facilitam a vida do produtor junto aos compromissos fiscais. É uma parceria importante para quem produz”.

No mês passado o governador Flávio Dino assinou decreto reduzindo o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a produção de grãos no Maranhão.

As alíquotas caem de 12% para 2% e beneficiam produtores de soja, milho, milheto e sorgo. O ganho de dez pontos percentuais contribui para aumentar a competitividade dos produtores locais no mercado.
COMPARTILHAR:

+1